As imagens são meramente ilustrativas. No caso dos vinhos safrados, a safra mostrada no rótulo da imagem pode não corresponder ao ano de fabricação do vinho. Beba com responsabilidade. A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos. Dirigir sob a influência de álcool configura delito, passível de sanção penal.

À flor da idade, os vinhos da linha “La Flor de Pulenta” são os primeiros a saírem da vinícola mendocina a cada safra. Os aromas florais chamam atenção para a taça, que logo revela framboesas e notas de especiarias doces, que beliscam a ponta da língua. Este Malbec foi envelhecido por seis meses em barricas de carvalho de segundo ou terceiro uso, ganhando mais estrutura do que notas gustativas. É um vinho suculento e fresco, com sabores limpos e taninos polidos.

Apesar de a vinícola ter iniciado as suas atividades somente em 2002, a história da família Pulenta com a vitivinicultura argentina começou 100 anos antes. Em 1902, Angelo Pulenta e Palmina Spinsonti foram de Ancona, na Itália, para a Argentina ,e lá fincaram as raízes da família (e de suas vinhas). Passadas três gerações, os Pulenta resolveram transformar a paixão em trabalho e abriram as portas da Pulenta Estate, que mesmo depois do reconhecimento manteve o ambiente familiar, onde cada vinho nasce e é cuidado como um integrante da família.

La Flor de Pulenta

Esgotado
La Flor de Pulenta

À flor da idade, os vinhos da linha “La Flor de Pulenta” são os primeiros a saírem da vinícola mendocina a cada safra. Os aromas florais chamam atenção para a taça, que logo revela framboesas e notas de especiarias doces, que beliscam a ponta da língua. Este Malbec foi envelhecido por seis meses em barricas de carvalho de segundo ou terceiro uso, ganhando mais estrutura do que notas gustativas. É um vinho suculento e fresco, com sabores limpos e taninos polidos.

Apesar de a vinícola ter iniciado as suas atividades somente em 2002, a história da família Pulenta com a vitivinicultura argentina começou 100 anos antes. Em 1902, Angelo Pulenta e Palmina Spinsonti foram de Ancona, na Itália, para a Argentina ,e lá fincaram as raízes da família (e de suas vinhas). Passadas três gerações, os Pulenta resolveram transformar a paixão em trabalho e abriram as portas da Pulenta Estate, que mesmo depois do reconhecimento manteve o ambiente familiar, onde cada vinho nasce e é cuidado como um integrante da família.